Produtividade em tempos de reclusão | Por: Débora Laks, psicóloga

A pandemia nos trouxe muitos imprevistos e angústia. Vidas minimamente organizadas de cabeça pro ar. No início aguardávamos no passo do “vai passar”. No entanto, a passagem do tempo nos trouxe a imprevisibilidade do amanhã. Então, como organizar a rotina neste horizonte?

A impossibilidade de haver a retomada das atividades no formato habitual nos destina a soluções para hoje. Sair do compasso de espera e da ansiedade por remédios eficientes a este vírus horroroso pode nos levar a um novo patamar. Uma vida produtiva está relacionada com atividade. Algo distante do compasso de espera, não é mesmo?

Já tivemos tantas perdas neste período, parece ser hora de alguns frutos. O medo do contágio pode nos impedir de amadas aglomerações, mas que não nos impeça de seguir buscando crescer pelas frestas. Lembrei daquelas plantinhas que crescem entre os azulejos no chão das casas. Já viram elas? Não seria este nosso exercício? Seguir buscando desenvolvimento apesar de…

As crianças estão tendo de vislumbrar um universo, ainda que os horizontes sejam restritos. Os adolescentes reinventando o convívio em grupo no virtual. E nós teremos de achar formas de produzir na pandemia. Pandemia já virou um termo que fala por si só. É caos. É falta. É medo. É ansiedade. Mas também pode ser superação? E acho até que deve ser!

Aliás, viver é ultrapassar obstáculos. Vencer desafios. Tolerar frustrações. Reinventar-se! Esta será apenas mais uma crise, entre tantas. Que busquemos fortalecimento para seguir sempre em frente!

 

Débora Laks é psicóloga graduada pela PUCRS (CRP 07/15330) com experiência em atendimento de adultos, pais-bebês e infantil. Estuda a psicanálise e o psiquismo humano. Especializada em Psicoterapia de Orientação Psicanalítica de Adultos pelo CELG/UFRGS e Psicoterapia da Infância e Adolescência pelo CEAPIA. 

Leia outras colunas da Débora no site:
#
Conexões e desconexões: os desafios da parentalidade hoje em dia
# Se uma mãe é super-heroína, não precisa de um super-pai ao lado?
Carta a uma família recém nascida
Pensando em engravidar? O que levar em conta ao tomar esta decisão
A gestação não é só física: vamos falar sobre os aspectos psicológicos da gravidez

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *